Um psicólogo diagnosticou os personagens de Game of Thrones como se fossem seus pacientes

By | 23rd July 2017

Joffrey é um psicopata? Por que Ramsay Bolton é tão malvado? Westeros não parece ter psicólogos para responder a essas perguntas, mas felizmente o mundo real tem.

Dr. Kirk Honda é um psicólogo que mantém um podcast chamado Psychology in Seattle. No programa, ele “diagnosticou” alguns personagens de Game of Thrones como se fossem seus pacientes.

O psicólogo forneceu um resumo de seus diagnósticos para 5 personagens ao Business Insider.

Ramsay Bolton: transtorno de sadismo sexual, desordem de personalidade sádica e transtorno de personalidade anti-social e psicopatia

Crédito de imagem: Helen Sloan / HBO.

“Na minha opinião, Ramsay tem transtorno do sadismo sexual, juntamente com o transtorno da personalidade sádica, uma vez que ele demonstra um grande prazer e uma completa falta de remorso do sofrimento dos outros”,  disse a Honda.

Honda se refere a Ramsay como o personagem mais problemático da série, devido ao seu “prazer em prejudicar os outros”, mesmo quando esse comportamento sádico não o beneficia.

 

Joffrey Baratheon: transtorno de conduta e transtorno de personalidade sádica

Crédito de imagem: Macall B. Polay / HBO.

Honda acredita que Joffrey sofre de uma forma específica de desordem de personalidade sádica chamada de sadismo tirânico, devido ao seu hábito de “prejudicar verbalmente e fisicamente e abusar do seu poder”.

Ele hesitou em aplicar muitos rótulos para Joffrey porque os transtornos de personalidade em menores de idade geralmente não são diagnosticados até que se tornem adultos e suas personalidades terminem de se formar. Por essa razão, Honda diagnosticou Joffrey com transtorno de conduta “porque ele exibe um padrão de violação dos direitos dos outros”.

Cersei Lannister: Transtorno de personalidade anti-social / psicopatia

Crédito de imagem: HBO.

O diagnóstico de Cersei não é tão direto quanto os outros, disse Honda, por causa de sua posição como mulher em uma sociedade altamente patriarcal. Cersei foi marginalizada e abusada por seu pai e marido quando era mais jovem e “está cercada por um contexto que valoriza o poder, especificamente o poder real, de modo que seu comportamento psicopático pode ser resultado de circunstâncias e cultura, em vez de personalidade”, disse ele.

Honda acredita que Cersei também pode ter problemas de dependência do álcool, embora ela não pareça experimentar nenhum efeito negativo de seu consumo intenso.

“Na minha opinião, ela parece beber para lidar com o estresse de sua vida.”, disse Honda.

Sandor Clegane: Transtorno de estresse pós-traumático (PTSD)

Crédito de imagem: HBO.

O PTSD da personagem decorre do “abuso extremo e contínuo” que sofreu nas mãos de seu irmão mais velho, de acordo com Honda. Gregor Clegane queimou o rosto de Sandor quando criança, deixando-o com um medo extremo de fogo.

“Quando ele encontra a ameaça de fogo, ele constantemente mostra sinais de PTSD”, disse Honda.

 

Sandor também exibe um relacionamento com o álcool que é semelhante ao de Cersei.

Theon Greyjoy: síndrome de Estocolmo

Crédito de imagem: HBO.

“Ele se torna submisso para salvar sua vida”, disse Honda, uma resposta que às vezes é referida como Síndrome de Estocolmo.

Como resultado, Theon sente “uma imensa culpa e vergonha que contribui para acreditar que ele merece ser punido”, disse Honda. Nos livros, no entanto, é menos claro que Theon sente tal remorso.

Traduzido e adaptado de Business Insider.

Source link

قالب وردپرس

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *