Netflix provoca HBO nas redes após exibir “Game of Thrones” por engano

By | 17th August 2017

1/14O contrato de Adam Sandler com a Netflix significou a primeira grande ruptura de um astro de Hollywood com o modelo tradicional. Em 2014, as duas partes assinaram um acordo exclusivo de exibição de quatro filmes para o canal – um deles, “The Ridiculous 6”, lançado em 2016, bateu recorde como o longa mais visto da plataforma já no primeiro mês de exibição. Gostem os críticos ou não, o comediante renovou a parceria para mais quatro produções.Reprodução/YouTube

2/14Com dificuldade para emplacar filmes nos últimos anos – “Beleza Oculta” que o diga –, Will Smith fez uma jogada esperta ao se associar à Netflix no filme “Bright”. Orçada em US$ 90 milhões, a produção tenta assimilar os blockbusters de Hollywood ao criar um mundo habitado por seres humanos e criaturas mitológicas. Não por acaso, estreia em 22 de dezembro, mês festivo e de férias.Netflix/Divulgação

3/14Ava DuVernay, de “Selma” (2014), dirigiu o elogiado documentário “A 13ª Emenda” para a Netflix – rendeu indicação ao Oscar. O próximo projeto dela na plataforma será um filme de amizade feminina estrelado por Rihanna e Lupita Nyong’o. Sequer tem data de estreia, mas já é certeza de hit.Reprodução/Netflix

4/14“War Machine”, com Brad Pitt no papel de um excêntrico militar americano, representou outra tentativa da Netflix de dar uma cara mais “cinematográfica” ao seu acervo de filmes originais. A Plan B, produtora criada pelo astro, também bancou “The OA” e “Okja”, outros produtos da plataforma.

5/14Diretor de “Clube da Luta” (1999) e “A Rede Social” (2010), David Fincher continua bastante respeitado em Hollywood. Mas, desde 2013, decidiu diversificar o currículo. Dirigiu dois episódios na primeira temporada de “House of Cards” e, em 2017, assina três capítulos da novíssima “Mindhunter”, seriado investigativo sobre serial killers. Também atua como produtor executivo nos dois programas. Netflix/Divulgação

6/14Shonda Rhimes, a popular produtora de “Grey’s Anatomy”, “Scandal” e “How to Get Away With Murder”, deixou o canal aberto ABC para entrar na Netflix. Ela deve levar para o streaming algumas de suas principais marcas, como as protagonistas negras e a diversidade sexual mostrada nas tramas.Mike Coppola/Getty Images

7/14“Mindhunter” estreia em 13 de outubro.Netflix/Divulgação

8/14Mesmo celebrado como um dos grandes diretores de Hollywood nos últimos 50 anos, Martin Scorsese tem dificuldade para financiar projetos. “O Lobo de Wall Street” (2013) recorreu a produtoras independentes e “Silêncio” (2016) teve orçamento enxuto e levou anos para ser concretizado. O próximo filme dele, “The Irishman” (2018), terá orçamento de US$ 105 milhões bancado pela Netflix. A duvida é: será lançado nos cinemas ou só no streaming?Olivia Harris/REUTERS

9/14Vencedores do Oscar por “Onde os Fracos Não Têm Vez” (2007), os irmãos Ethan e Joel Coen retornam ao faroeste a bordo da Netflix. Em formato de antologia, a minissérie “The Ballad of Buster Scruggs” reúne seis histórias distintas ambientadas no Velho Oeste. Estreia em 2018, ainda sem data anunciada.Kevin Winter/Getty Images

10/14Spike Lee é outro grande cineasta atraído pelo alcance da Netflix. A série “She’s Gotta Have It” se baseia diretamente no filme homônimo lançado pelo diretor em 1986. Chega ao streaming em 23 de novembro. O recente especial “Rodney King” também foi feito exclusivamente para a plataforma.Paras Griffin/Getty Images for Universal

11/14Os irmãos Lilly e Lana Wachowski, dos filmes “Matrix” (1999) e “Speed Racer” (2008), estrearam na TV com a série “Sense8”. Bastante popular no Brasil, mas longe do patamar das principais atrações do streaming, foi cancelada em 2017. Após protesto dos fãs, a plataforma anunciou um especial de duas horas para encerrar a trama sem interrogações.Frederick M. Brown/Getty Images/Mike Coppola/Getty Images

12/14O sempre inquieto e produtivo diretor alemão Werner Herzog (“O Homem Urso”) também aderiu ao streaming. “Visita ao Inferno” (“Into the Inferno”) acompanha o cineasta explorando vulcões ao redor do mundo – inclusive com uma paradinha na Coreia do Norte, locação do momento mais curioso do filme. Netflix/Divulgação

13/14Diretor de comédias mais adorado na Hollywood atual, Judd Apatow (“O Virgem de 40 Anos”) tem vasta experiência na TV – “Freaks and Geeks”, “Girls” e várias outras. “Love” marca a primeira colaboração com a Netflix: um olhar mais realista e profundo sobre relações amorosas no mundo contemporâneo. IMDb/Divulgação

14/14A série “Love”. Renovada para a terceira temporada.Netflix/Divulgação

Source link

قالب وردپرس

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *