Game of Thrones: Showrunners e a decisão estratégica de Jaime

By | 1st August 2017

Seguem-se spoilers para a temporada 7 de Game of Thrones, até ao episódio 3, “The Queen’s Justice”…


Em conversa com o IGN, os showrunners David Benioff e D.B. Weiss entraram em detalhes acerca do que se passou na mente de Jon Snow (Kit Harington) e Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) no encontro em Dragonstone, no entanto, outro dos momentos mais interessantes da discussão com os responsáveis pela série da HBO esteve relacionado com Jaime Lannister, nomeadamente com as suas decisões estratégicas no final do episódio “The Queen’s Justice”:

“Todos como que percebem que os dois polos do poder de Cersei e Jaime nesta altura são King’s Landing e Casterly Rock. Mas Jaime também sabe que não tem as forças necessárias para defender ambos, e toma a decisão estratégica de abandonar Casterly Rock, utilizando-o como um engodo para atrair os Unsullied e colocá-los no lado oposto do continente.”

“Highgarden é muito mais valioso [para Jaime] porque se trata do quartel general dos Tyrell, que comandam as regiões mais férteis de Westeros. São a casa mais rica, mas o combate não é propriamente o seu forte.”

Jaime não está lá para uma batalha, mas antes para encontrar-se com Olenna (Diana Rigg), que revela algo que põe em causa tudo no entendimento de Jaime, e vira a mesa durante um momento de vitória para ele.

Nos seus derradeiros momentos, Olenna revela que foi ela que esteve por detrás da morte de Joffrey (Jack Gleeson) na temporada 4:

“Ela golpeia-o no meio da cena da sua própria morte, e não há nada que ele possa fazer em relação a isso. Ele sabe ser verdade logo no momento em que ela o diz,” disse Weiss, elogiando a interpretação de Rigg.


Aníbal Gonçalves é um entusiasta de videojogos, amante de comics e obcecado pelo que acontece numa galáxia muito distante. Podes segui-lo em @Darthyo

Mais sobre isto…

Source link

قالب وردپرس

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *