Game of Thrones” ou “Walking Dead”: Qual série leva a melhor nos números?

By | 8th September 2017

“Game of Thrones” encerrou há pouco sua sétima (e penúltima) temporada, e “Walking Dead” está prestes a iniciar sua oitava (de sabe-se lá quantas que ela vai ter). Em comum, o fato de que elas são, há anos, os maiores fenômenos do mundo das séries e dominaram completamente a cultura pop, arrastando fãs em eventos e nas redes sociais.

Mas, afinal, qual leva a melhor entre elas? Analisamos os números das duas para saber. 

Audiência

“Game of Thrones“ viu sua audiência crescer temporada a temporada e chegou a bater vários recordes. O último episódio da sétima, exibido no dia 27 de agosto, se tornou o mais visto da série nos Estados Unidos, com 12,1 milhões de espectadores. E ao considerar a temporada toda e o público que vê após a exibição original na TV, a consultoria Nielsen estimou que cada capítulo foi visto, em média, por 33 milhões de pessoas – outro recorde.

Qual a melhor série, “Game of Thrones” ou “The Walking Dead”?

A audiência acima dos 10 milhões, porém, não é novidade para “Walking Dead”, que desde sua terceira temporada passa a marca – muito provavelmente beneficiada pelo fato de o canal AMC ser mais acessível do que a HBO, considerada “premium”.

O episódio de estreia da quinta temporada é o detentor do recorde da série: foi visto por 17,3 milhões, um número altíssimo que quase foi atingido pelo debut da sétima temporada, que atraiu 17 milhões para a revelação da vítima de Negan. Diferentemente da HBO, a rede AMC não informou a média total de espectadores da temporada considerando aqueles que acompanharam as reprises ou assistiriam via streaming, então o número ficou na casa dos 11,4 milhões por episódio – o que não deixa de ser expressivo. A série de zumbis ganha a disputa nesse quesito, mas tem que ficar de olho: com uma temporada arrastada, a audiência caiu significativamente e o final foi o menos visto desde o da segunda temporada.

Pirataria

Nenhuma emissora gosta de ter seus programas pirateados, mas uma coisa é certa: a pirataria é um indicador bem confiável do interesse do público. E “Game of Thrones” tem sido, há cinco anos, a série mais pirateada do mundo, com “Walking Dead” logo atrás. Mas neste ano parece que a série de zumbis vai ficar beeem para trás: a sétima temporada da produção de fantasia foi pirateada mais de um bilhão de vezes, segundo dados da consultoria MUSO.

Crítica

Aqui, não tem jeito: “GoT“ é a campeã absoluta. Elogiada desde seu início, ela tem 95% de aprovação no site Rotten Tomatoes, contra 82% da série de zumbis. Quando se considera só as respectivas sétimas temporadas de cada série, porém, a diferença cresce: a produção da HBO fica com 96% e a do AMC, com 63%.

Prêmios

Outra categoria em que “Game of Thrones“ ganha de lavada. “Walking Dead“ só levou dois Emmys, ambos na categoria de maquiagem prostética – uma daquelas que nem é entregue na cerimônia principal da premiação, considerada o Oscar da TV americana. Já a saga de fantasia foi a grande vencedora do prêmio em 2015 e 2016 e se tornou a série mais premiada da história. Não é pouca coisa não.

Orçamento

Enquanto “Thrones” cresce na audiência, o orçamento acompanha. A sexta temporada teve um custo total de US$ 100 milhões, que é estimado como o mesmo valor da sétima, que teve sete episódios em vez dos tradicionais 10 – ou seja, cada um saiu por aproximadamente US$ 14 milhões.

“Walking Dead”, por outro lado, tem um orçamento que vai dos US$ 3 a 4 milhões por episódio. Considerando o retorno de audiência, é um belo custo benefício. O único problema? Quando a série é comparada com a rival da HBO, é muito nítido que ela é a prima pobre. Os efeitos especiais dela estão a anos-luz dos de “Game of Thrones”, que neste ano atingiram um novo ápice mostrando os dragões de Daenerys em ação.

Ganhos para as emissoras

Não dá para negar. O quanto uma série gera de lucro (ou não) para suas emissoras ainda é um dos principais fatores usados para determinar cancelamentos e renovações. E neste quesito tanto “GoT” quanto “TWD” se saem bem.

Em 2010, a HBO tinha 81 milhões de assinantes no mundo todo. No ano seguinte, após a estreia da série que viria a ser seu carro chefe, o número saltou para 93 milhões. E, em 2016, estava na casa dos 134 milhões. As assinaturas também renderam à emissora uma receita de mais de US$ 5,6 bilhões. “Thrones” não é a única responsável, mas com certeza ela responde por uma boa fatia do bolo.

Algo semelhante aconteceu com a AMC. De acordo com a “Forbes”, em 2015 a receita da emissora cresceu 40% e chegou a US$ 609,4 milhões, excedendo as expectativas. No mesmo ano, ela estava presente em 94,8 milhões de lares só nos Estados Unidos. Também não se pode dizer que “Walking Dead” sozinha fez isso, mas assim como Thrones, ela tem uma grande parcela da “culpa”. 

Mortes

As duas séries são famosas por matar personagens a torto e a direito, incluindo protagonistas. Mas quantos deram adeus? No final de 2016, o designer Nantes Rykaart publicou no fórum Reddit um infográfico com a quantidade de mortes em cada produção: foram 704 em “GoT” e 1.216 em “TWD” até então. Nas mortes de protagonistas, porém, “Thrones” está um pouco à frente: foram 19 contra 13 de “Walking Dead”. 

A vencedora:

“Game of Thrones”

Negan que nos desculpe, mas os números não mentem: a produção de Jon Snow, Daenerys e companhia é definitivamente a líder das séries — e a chegada de sua temporada final, ainda sem data oficial, só deve aumentar o hype (e os lucros da HBO). 


Veja Também

Comentários

Source link

قالب وردپرس

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *