‘Game of Thrones’ mobiliza fãs do mundo inteiro

By | 18th July 2017

Ainda mais poderosa, Daenerys desembarca na tão sonhada Westeros (Foto: Divulgação)

O início da sétima temporada de “Game of Thrones”, premiada série da HBO, exibido no domingo à noite, mobilizou fãs no mundo inteiro. No Brasil, não foi diferente. Prova disso vem do Twitter. Durante o primeiro episódio, mais de 2,4 milhões de tuítes foram gerados no mundo, o que rendeu o título de episódio mais tuitado na história. E o Brasil foi o segundo maior nesse índice, com 569 mil tuítes sobre o assunto – ficando atrás apenas dos EUA.

Boa parte dos comentários foi positiva. Alguns fãs consideraram o episódio morno, sem tantas emoções. Mas esse comentário soa injusto para a maioria (spoilers, cuidado! Se você não assistiu ao episódio, pare de ler o texto aqui).

Logo em sua primeira cena, a baixinha e poderosa Arya Stark (Maisie Williams) completou sua vingança diante dos súditos de Walder Frey, um dos responsáveis pelo tenebroso “Casamento Vermelho”. Disfarçada de Frey, a representante da família Stark envenenou todo o exército e viu um a um morrer, sem culpa alguma.

No nono episódio da terceira temporada, a mãe e o irmão de Arya foram brutalmente assassinados por Frey, em uma ação conjunta com os Lannisters, atuais detentores do trono de ferro. A vingança tardou, mas chegou.

Em outro momento do episódio, Arya ainda encontrou alguns soldados da família Lannister. Entre eles estava o cantor britânico Ed Sheeran. Segundo os criadores da série, David Benioff e D. B. Weiss, colocar o popstar na história foi uma forma de surpreender a atriz Maisie Williams, fã do autor de “Shape of You”.

Mas o curioso desse encontro foi o diálogo final entre eles. Questionada pelos soldados, durante um jantar informal na floresta sobre o que pretendia fazer, a baixinha não titubeou: “Vou matar a rainha (Cersi Lannister, interpretada por Lena Headey)”. A ameaça foi encarada como uma piada pelos soldados. É bom o ruivinho e os colegas não colocarem empecilhos nisso. Dica de amigo!

O lance mais importante de ressaltar da atual temporada é que essa é a primeira sem influência dos livros de George R. R. Martin. Como o escritor não concluiu a tempo, a série da HBO decidiu seguir um caminho independente. 

Uma coisa é certa, Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) continuará com o seu objetivo de conquistar o trono de ferro. No final do episódio, quando chega em Westeros, ela escuta do seu aliado Tyrion Lannister (Peter Dinklage) se é hora de começar a retomada do trono. O anão mais querido da televisão sabe que a irmã, Cersei, é capaz de tudo para evitar que os planos da Mãe dos Dragões se concretize. Mas parece confiante com os três dragões e o grande exército.

Ao norte de Westeros, Jon Snow (Kit Harington) é confrontado pela irmã, Sansa (Sophie Turner), por optar em fazer alianças com famílias que já traíram os Starks. Problema resolvido, hora de seguir em frente. Entre os fãs, o momento mais esperado é o encontro de Snow com Daenerys, algo que deve acontecer somente nos últimos episódios da atual ou na próxima e última temporada. A aliança entre os dois, que têm o mesmo sangue, é o grande sonho do público.

Mas não podemos esquecer dos “White Walkers”, a maior ameaça de todos. Enquanto as famílias lutam pelo controle dos Sete Reinos, eles se aproximam da muralha. E, se ultrapassarem, o resultado pode ser devastador.

A boa notícia é que Sam (John Bradley), o amigo de Jon Snow, descobriu a existência de uma montanha de dragonglass, que pode ser o único material capaz de destruir os Caminhantes Brancos. 

Bran Stark (Isaac Hempstead-Wright), agora como Corvo de Três Olhos, também pode ser fundamental para impedir a chegada dos White Walkers. Como tem o poder de revelar coisas importantes, deve ganhar mais relevância na reta final.

Source link

قالب وردپرس

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *