Game of Thrones | Liam Cunningham defende série

By | 2nd September 2017

ás



Se você, como nós, achou a sétima temporada de Game of Thrones cheia de furos de roteiro e teleportes mágicos, talvez se interesse em ler a entrevista que Liam Cunningham deu ao site do The Washington Post sobre os rumos recentes do seriado. Traduzimos os melhores momentos para sua conveniência:

“O jeito como vejo isso dos teleportes é que, bem, quando vimos o Ned Stark perder a cabeça na primeira temporada, e as pessoas ficaram de queixo caído porque foi uma grande reviravolta, já que o protagonista não deveria morrer, enfim, quando isso aconteceu, foi quando as pessoas perceberam que as regras da ficção não se aplicavam mais. Acho que é isso que está acontecendo agora comigo, Varys e os outros. Quero dizer, são essas coisas de viagem. Se você quiser prezar pela continuidade, teríamos que sentar por outros 12 episódios antes de Gendry voltar à Muralha.

O jeito como gosto de ver um seriado de drama é como a vida, só que sem as partes chatas. Não quero ver o Varys comendo seu almoço, nem eu mesmo esperando a chuva passar debaixo de uma árvore. Vamos nos livrar dessas coisas! Como disse o diretor Alan Taylor, nós realmente desafiamos a suspensão de descrença, mas foi pelo bem do drama, e eu acho que você falaria pros seus amigos do sofá ‘bem, eles chegaram rápido lá, não?’ e logo esqueceria disso, já que é um show adulto para adultos, então vamos cortar mesmo as partes chatas.”

E aí, concorda com a visão do ator ou está com a gente e considera tudo isso uma justificativa mais furada que Lula depondo sobre o triplex? Comente aqui embaixo;