Game of Thrones | Faceta monstruosa de Cersei ofusca maior encontro da série em terceiro episódio | Artigo

By | 31st July 2017

O primeiro teaser divulgado da sétima temporada de Game of Thrones trouxe várias aspas dos personagens e uma delas, dita por Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) se sobressaiu sobre as demais. A mãe dos dragões falava sobre todas as grandes casas de Westeros estarem na mesma roda – em um momento uma delas está por cima e, no seguinte está por baixo. Daenerys prometeu quebrar essa roda, mas, até agora, a nova temporada mostrou a jovem sendo esmagada pelo antigo esquema. Se no segundo episódio ela sofreu um perigoso ataque (como Cersei Lannister fez questão de ressaltar, foi a primeira a derramar sangue), no terceiro capítulo a tal roda voltou a girar e tudo indicava que colocaria a herdeira Targaryen por cima – mas só pareceu.

No episódio anterior, a estratégia de dominação de Westeros traçada por Tyrion (Peter Dinklage) foi atrapalhada por Euron (Johan Philip Asbæk) – dividida em duas frentes, uma delas foi minada por um ataque surpresa às embarcações lideradas por Yara (Gemma Whelane Theon Greyjoy (Alfie Owen-Allen). Por outro lado, a segunda  metade dos seus planos, envolvendo o controle de Casterly Rock através do exército de Imaculados, parecia garantida. Contudo, Tyrion subestimou o aprendizado de seu irmão mais velho ao longo dos últimos anos. A sede Lannister foi tomada, mas, antes disso, a maior parte do exército liderado por Jaime (Nikolaj Coster Waldau) foi movido para áreas mais estratégicas. O episódio encerrou mostrando o gêmeo de Cersei (Lena Headey) tomando o Jardim de Cima, seguida por uma cena digna de despedida, assim como toda sua passagem pela série, da brilhante Ollena Tyrell (Diana Rigg).

Em seu projeto de vingança a todo custo, Cersei apareceu já despida de qualquer pudor em exibir sua monstruosidade. A cena em que ela não se importa em ser flagrada na cama com o próprio irmão mostra que sua fé em si própria atingiu o ápice e se solidificou de forma inabalável. Porém, o episódio não foi batizado de “A Justiça da Rainha” gratuitamente. Euron retornou a Porto Real com Ellaria Sand (Indira Varma) e Tyene (Rosabell Laurenti Sellers) acorrentadas, para Cersei decidir o que fazer com a assassina de Myrcella. O diálogo de Cersei com a viúva amordaçada de Oberyn (Pedro Pascalfoi um dos mais fortes até agora e mostrou não só a maldade da Rainha Lannister em relação ao roteiro, mas também o ótimo trabalho que Lena Headey vem fazendo à frente da personagem.

O principal destaque do episódio em relação ao andamento da história, é claro, foi o primeiro encontro entre Jon Snow (Kit Haringtone Daenerys. No segundo episódio, o rapaz se mostrou determinado a navegar rumo ao Sul em busca da ajuda da Targaryen em sua missão contra o Rei da Noite. A aliança entre os dois é muito oportuna: um tem o que o outro precisa. Enquanto Daenerys busca apoio contra Cersei em sua missão de governar os Sete Reinos e Jon Snow tem o Norte com ele, Jon busca apoio contra a ameaça dos White Walkers e Daenerys tem uma pilha de vidro de dragão e três lagartos voadores gigantes.

Talvez por toda a expectativa gerada sobre o encontro de Targaryen e (até que Bran prove o contrário) Snow, a cena acabou sendo mais divertida do que surpreendente. Ambos já provaram que são os personagens mais éticos da trama e os embates iniciais eram, no mínimo, esperados. Os dois construíram a base para uma grande aliança, mas precisam de tempo para ganhar confiança – algo vital para sair vivo de qualquer situação em Game of Thrones. O diálogo da dupla sobre os antepassados foi maravilhoso e sintetiza a essência de como o caminho dos dois deverá ser construído – do zero, ignorando convenções de antigos lordes mortos.

Esse, contudo, não foi o único reencontro em Westeros. Sansa Stark (Sophie Turner) ficou, finalmente, sabendo que mais um Stark está vivo. Por mais estranho que tenha sido nenhum corvo levar essa mensagem com antecedência à Winterfell, a jovem recebeu o catatônico – e confuso – Bran Stark (Isaac Hempstead-Wright) de volta à casa ancestral da família. Ainda que sua passagem pela Muralha tenha sido menos impactante do que algumas teorias sugeriam, certamente quando Jon voltar do Sul com o carregamento de vidro de dragão, uma conversa entre o herdeiro Stark e o Rei do Norte sobre as origens do bastardo será suficiente para virar Game of Thrones de cabeça para baixo.

Game of Thrones é exibida no Brasil pela HBO. O próximo episódio da sétima temporada vai ao ar em 6 de agosto, às 22h.

Leia mais sobre Game of Thrones

Source link

قالب وردپرس

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *