Game of Thrones: Ataque de ‘hackers’ à HBO afeta material inédito de suas séries | Cultura

By | 1st August 2017

O canal HBO foi alvo de um ataque informático que deixam inquietos os fãs e a própria produtora. A Entertainment Weekly antecipou que a empresa teve 1,5 terabyte de informação hackeada, incluindo roteiros de futuros episódios de sua série de maior sucesso, Game of Thrones, bem como vários episódios ainda sem estrear de Ballers e Room 104.

“A HBO sofreu recentemente um incidente cibernético que fez com que informação confidencial ficasse comprometida”, confirmou a empresa em um email interno enviado a seus funcionários, citado pela Entertainment Weekly.

“Começamos a investigar o incidente imediatamente e estamos trabalhando com os órgãos da lei e com empresas de cibersegurança. A proteção de dados é uma prioridade na HBO e levamos a sério nossa responsabilidade de proteger a informação que custodiamos”, acrescentou a produtora, que começou como um canal e nos dois últimos anos deu um salto para ampliar suas assinaturas online e competir diretamente com a Netflix.

Os hackers disseram ter obtido 1,5 terabyte de informação da empresa. A publicação assinala que um episódio de Ballers e outro de Room 104, série que estreou no sábado, foram vazados na Internet. Também foram divulgadas informações por escrito – sinopses ou trechos de roteiros – do quarto episódio da sétima temporada de Game of Thrones, que irá ao ar no próximo domingo. Os cibercriminosos afirmaram que ainda têm mais material que será revelado “em breve”.

A fórmula habitual nesse tipo de crime é dar um tempo para o pagamento do resgate e extorquir a empresa prejudicada. Ante a negativa da HBO, é questão de horas que o conteúdo comece a entrar pela deep web e depois passe a ser difundido nas redes sociais.

A HBO não fez comentários sobre quais conteúdos foram furtados nem os títulos específicos ou a quantidade de informação à qual os piratas tiveram acesso, embora tenha confirmado o ataque. Na manhã desta segunda-feira, o responsável pelo canal e o CEO, Richard Plepler, enviaram um email aos funcionários da empresa no qual alertam para o que ocorreu.

“Qualquer invasão dessa natureza é obviamente perturbadora, inquietante e incômoda para nós. Posso garantir que nossos diretores e nossa extraordinária equipe tecnológica, junto com peritos externos, estão trabalhando contra o relógio para proteger nossos interesses coletivos. Os esforços de múltiplos departamentos têm sido hercúleos”, diz no correio eletrônico.

Diante da expectativa gerada pela sétima temporada da série de fantasia medieval, a HBO tomou medidas adicionais, como duplo fator de autenticação nos perfis dos funcionários para terem acesso a informações relacionadas com a série. Não foi suficiente, dada a extensão do ataque.

A polêmica sobre as falhas técnicas da HBO é um dos comentários comuns no Vale do silício, onde proliferam os seguidores de Game of Thrones, mas também o conhecimento técnico. As duas últimas semanas deram mostras evidentes de sua incapacidade para administrar a demanda dos assinantes. Esta nova vulnerabilidade os deixa em uma situação complicada diante dos acionistas.

No domingo, um email anônimo alertou muitos jornalistas. “O maior hackeamento do ciberespaço está acontecendo. Qual é seu nome? Oh, esqueci de dizer. É HBO e Game of Thrones.…!!!!!!!”, dizia o correio eletrônico, segundo a Entertainment Weekly.

Esta não é a primeira vez que a HBO é vítima de ciberataque. Os primeiros quatro episódios da quinta temporada de Game of Thrones foram vazados na Internet pouco antes de sua estreia em 2015. A Netflix (que teve vazada a última temporada de Orange is the New Black semanas antes de sua estreia) e a ABC também foram atacadas nos últimos anos. Até mesmo a Disney foi alvo de furto. Poucos dias antes de o último filme Piratas do Caribe chegar aos cinemas já tinha sido distribuído na Internet como represália pelo fato de a empresa não ter pago resgate.

Source link

قالب وردپرس

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *