Game of Thrones | As melhores versões da música tema da série | Artigo

By | 18th July 2017

As versões da música de Game of Thrones

Game of Thrones é um fenômeno pop que une e reúne, há sete temporadas, os amantes das artes mais diversas em torno da história criada por George R.R. Martin e produzida pela HBO. E claro, a música tema da série, composta pelo germano-iraniano Ramin Djawadi, também tem seu papel de destaque na cultura pop, unindo amantes de diversos estilos musicais por meio da criação de suas próprias versões. Por isso, fomos atrás das releituras mais interessantes, famosas e corajosas realizadas para o tema e compilamos algumas delas para vocês. Agora só clicar e se surpreender.

De entrada, a versão remixada por Armin van Buuren pode ser colocada como um dos destaques. O DJ, um dos nomes mais famosos do segmento, inseriu sua criação em diversas apresentações ao redor do mundo ajudando o tema a se tornar conhecido até mesmo para quem ainda não via a série.

As versões seguintes bebem da mesma fonte, os anos 80, mas entregam resultados distintos. A primeira faixa, criada pelo coletivo Super Audio Time, apresenta diversos elementos da década de 80 e aposta em uma cadência menos dançante e mais marcada. Já o segundo remix, criado pelo produtor russo Steve Duzz aposta em elementos dançantes e propícios para embalar muitas pistas de dança ao redor do mundo.

A ideia do remix publicado na conta da AMB aposta em uma cadência mais pesada, com elementos do dubstep, mas sem deixar para trás a melodia marcante da faixa tema da série.

Deixando para trás a seara eletrônica, os espanhóis do Filasexta trabalho o clima da faixa de uma maneira muito específica. Você sabe o que está sendo tocado, mas a inserção de elementos e da rítmica da música flamenca, levam a música para outro patamar.

A apresentação com instrumentos tradicionais turcos garante uma sonoridade com camadas que conversam entre si. Essa orquestra, graças ao trabalho com instrumentos elétricos e acústicos, em conjunto com alguns timbres sonoros que só podem ser encontrados nesta cultura, entregam uma performance única e desafiadora.

Nada entra para a cultura pop sem ser agregado ao que já está lá. Logo, nada mais justo do que uma versão da faixa título de Game of Thrones com a sonoridade de 8-bits mais o universo do Mario. E claro, apesar do som característico, os 8-bits permitem variações sonoras bem interessantes, por isso escolhemos duas versões.

A mesma música cadenciada, de proposta pesada e reflexiva, ganha arranjos de banda de baile pra você dançar no seu casamento. O Swamp Donkeys dá todas as nuances que um bom grupo de jazz pode dar para a música e entrega uma performance memorável.

O Break of Reality mostra uma versão que, de início, parece muito com tantas outras que surgiram por ai, mas o segredo do quarteto está em incluir o tempero e o peso sonoro das cordas mais um instrumento percussivo em conjunto com novos temas que conversam com a já conhecida musicalidade da faixa título de Game of Thrones, mas ganha mais peso, nuances e originalidade.

Depois de toda essa densidade sonora, Scott Bradlee e Dave Koz entregam uma releitura completamente diferente, com arranjos que conversam de maneira muito particular, mas ainda permitem que a música original seja identificada em meio a uma proposta calma e certeira.

Por fim, uma sonoridade explorada em quase todas as suas nuances pelo Blue Man Group, mas que não entrega não só a beleza e a peculiaridade dos graves extraídos dos PVCs em conjunto com as notas das guitarras, mas também a beleza da performance do time azul.

Saiba o que achamos do primeiro episódio da 7ª temporada de Game of Thrones

Leia mais sobre Game of Thrones

Source link

قالب وردپرس

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *