Game of Thrones – 07×02 – Stormborn

By | 28th July 2017

Os produtores já tinham avisado que esta temporada teria algumas semelhanças com a primeira (que parece que estreou há mil anos atrás). Claro que tudo está diferente, mas sim, este episódio já me fez ter alguns flashbacks daqueles tempos em que toda a gente estava viva.

Achei um episódio bastante bom, em que as personagens começam finalmente a mexer-se, a falar em alianças, a fazer reais progressos para decidir quem ganha este jogo de tronos. Ou este jogo de mortos. Incrivelmente, Jon e Sam continuam a ser os únicos personagens verdadeiramente preocupados com o que vem da Muralha.

No entanto, ainda considero um episódio muito morno. Talvez por não haver um desenvolvimento a sério na história. As pessoas só tomam decisões e falam. A única que se mexeu foi Euron e que desastre que isso foi. Não estava nada à espera.

Porto Real

Claro que a Cersei ia usaro facto de Daenerys ser filha do Rei Louco e que não se pode confiar em Targaryens e blá blá blás para convencer os poucos Senhores das Casas de Westeros a juntar-se à sua causa, visto que ela pouca ou nenhuma ajuda das grandes Casas tem (bem, sejamos sinceros, a maioria delas está extinta). Não sei se a Casa Tarly vai deixar-se convencer pelas palavras de Jaime. Promessas e promessas.

Qyburn continua com as suas ideias megalómanas e teve uma sorte tremenda em Cersei ser tão variada quanto ele e acreditar nas suas artimanhas. Será que é mesmo possível magoar Drogon, Rhaegal e Viserion assim tão facilmente? Aquilo que aconteceu na arena em Meereen já foi há algum tempo atrás. Os dragões estão bem maiores, e como tal, mais fortes e resistentes. Acho e espero que não ser assim tão fácil atingi-los. Tudo bem que isto é o Martin, e Game of Thrones e o Dan e o David gostam de se armar em engraçadinhos. Mas pelo amor de Deus. A série sem dragões já não tem piada. Okay, admito que já estou à espera que um deles não sobreviva ou que seja transformado pelos Caminhantes Brancos.

Aliás, os Targaryen não governaram tantos anos Westeros exatamente por causa dos dragões? Porque tinham medo de os desafiar e porque não é propriamente fácil matá-los? Cersei sempre teve o rei na barriga. Lá porque matou uma mão cheia de pardalitos pensa que isto agora é tudo dela…

Pedra do Dragão

Nossa, que cambada de mulherio poderoso se juntou naquele castelo. Ainda é tão estranho para mim ver estas personagens juntas. Olenna Tyrell. Ellaria Sand. Yara e Theon Greyjoy. Tyrion Lannister. Varys. Daenerys Targaryen. Cada um sempre esteve no seu pequeno mundinho à parte e agora que tudo começa a aproximar-se do fim… Ah, que tempos bons onde vivemos.

Em que Yara e Ellaria preparam-se para abanar um bocadinho mais o barco. Em que Olenna aconselha Dany a a seguir o seu instinto, a ser aquilo que lhe está no sangue e a não perder tempo a dar ouvidos a Tyrion e a Varys. Entendo o que ela quer dizer e em parte tem razão, mas tudo aquilo que Tyrion prevê que Cersei vá fazer ela está a fazer. Ele é o único que conhece a irmã, o único que viveu na Fortaleza Vermelha e sabe os perigos que aguardam em Porto Real. Veremos o impacto das palavras de Olenna na Mãe dos Dragões nos próximos episódios.

Não estava à espera que ela confrontasse Varys assim a seco. Pensava que já o tinha feito. Mas ainda bem que aconteceu e o facto de ela pedir ao Varys que lhe dissesse quando as coisas não estavam bem humilde da parte dela. São estas coisas que me fascinam em Dany. Consegue ser tão humilde numas coisas e tão arrogante noutras.

Olá, olá Melisandre! Claro que ela depois de ser banida em Winterfell só podia ter aquele destino. E logo a falar do Príncipe (ou princesa!!) Que Foi Prometido. Meu Deus que começamos já nisto à séria. E as cartas foram enviadas.

Jon Snow, Rei no Norte, vai finalmente encontrar-se com Daenerys Targaryen, Filha da Tormenta. Corra bem ou corra mal entre as negociações, isto já épico só por sim! Os últimos Targaryen finalmente encontram-se.

Oooohh, tão queridos a Missandei e o Verme Cinzento!! Há tanto tempo que não tínhamos uma cena romântica na série. É tudo tão violento e traiçoeiro. Às vezes isto sabe bem para nos mostrar que ainda há humanos a sério nesta série.

Winterfell

Mas ainda ninguém percebeu que tanto o Ned e, especialmente, o Robb só morreram porque foram imprudentes e inocentes? O problema deles não foi abandonar Winterfell e o Norte. Foi serem mesmo burritos, cada um à sua maneira. Jon não se pode isolar em Winterfell como todos querem. Antes de se preocupar em governar o Norte, Jon tem de se preocupar em manter o mundo vivo. E para fazer isso precisa daquele maldito vidro de dragão! Fogo, que gente mais obtusa.

Já tive vários sentimentos em relação à Sansa. Já tive pena dela, já torci por ela, já a achei uma criança irritante. Agora simplesmente não a entendo. O que é que ela quer afinal? Governar o Norte? Ela já passou por muito, é verdade, mas ainda não passa de uma criança. E ainda se deixa influenciar pelo Mindinho. Ai, adorei quando o Jon meio o estrangulou e o ameaçou. Devia ter acabado com a existência dele ali mesmo. Morre de uma vez, meu. Já não tens piada.

Cidadela

Estava a tomar o pequeno almoço quando vi o episódio e jurei nunca mais ver esta série com comida ao pé. Porque a cena em que Sam está a tratar Sor Jorah deu-me a volta ao estômago.

E grande estômago tem Sam por tratá-lo assim, sem experiência e sem saber dos resultados. Ele tem-nos mesmo no sítio. Muito tímido, muito medroso e desajeitado, mas quando é preciso Sam não vacila. Só tenho saudades das cenas dele com Jon. Será que algum dia se vão reencontrar? E porque será que Sor Jorah continua tão presente? Sam deu as suas razões para o tratar… mas a sério, que terão agendado para ele no futuro para insistirem no seu personagem?

Terras Fluviais

Oh, Arya, Arya. O seu regresso a Westeros tem sido marcado por reencontros. Finalmente alguém lhe contou que o Norte já não pertence aos Boltons! Estava a ver que ela nunca mais adiava a sua lista para se reencontrar com a família! Obviamente que não vai ver Jon para já e por este andar nem nesta temporada, mas pode ser que chegue a tempo de dizer um Oi a Bran e a Sansa. Se ela não perder o juízo entretanto.

Nymeria! Apenas resta ela e Fantasma. E fiquei tão feliz quando ela apareceu…

Mas a loba é como Arya. Prefere ser livre e selvagem e dona do seu próprio nariz. Como a própria ex-dona. Nymeria representava a sua infância perdida, mas as duas passaram demasiado tempo separadas. Será isto o indicador do próprio destino de Arya?

Mar Estreito

Okay, não estava à espera. De todo. E sinceramente não adorei. Não o que aconteceu, mas a maneira como a batalha foi feita. Em qualquer outra série teria sido aceitável, mas em Game of Thrones? Nem pensar. Não depois de todas as batalhas excecionalmente bem executadas noutras temporadas. E nesta temporada mais curta e com as notas que a HBO despende nesta série não podiam ter feito uma coisa. Onde anda Miguel Sapochnik? Não entendo porque ele não entrou nesta temporada. Aposto que teria feito um trabalho vinte vezes melhor.

Foi a primeira batalha totalmente entre navios em Game of Thrones, creio eu. E foi fraquitito. Tudo muito rápido, nem vimos muito bem como começou, como acabou. Muito fogo a voar, pouca batalha em si. O mais memorável foi mesmo a cara de alucinado de Euron. Como se estivesse a divertir-se como nunca.

No final, isto resultou numa ferida bem grande na “equipa” de Daenerys. Ellaria e Tyene e Yara foram capturadas, Nymeria e Obara foram mortas (elas eram irritantes, bye bye).

E Theon. É assim… fogo. Pobre coitado, esteve não sei quanto tempo a ser torturado todos os dias, castraram o rapaz. O trauma ainda não lhe passou, obviamente. Ele nunca conseguiria salvar a irmã, acabaria por ser levado por Euron também. Seria torturado mais uma vez muito provavelmente.

Foi cobarde? Claro que foi. Sabe-se lá o que Yara tem à sua espera. Mas ao menos Theon está vivo e a salvo e pode voltar para Pedra do Dragão e engendrar um plano para salvá-las. Digo eu.

Uma coisa é certa. Foi uma vitória bem grande para Cersei, que provavelmente vai receber Ellaria de braços abertos para vingar a morte da filha. Aposto que é isto o presente de Euron. A destruição da frota de Daenerys e várias prisioneiras, bloqueando assim as forças que viriam de Dorne. Agora só resta que os Imaculados sejam bem sucedidos em Rochedo de Casterly.

Maria Sofia Santos

Source link

قالب وردپرس

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *