A geração de séries Netflix

By | 8th July 2017

Ansiedade é uma coisa triste. Criar toda uma expectativa por algo, imaginar as falas, as cenas, como tudo vai ser, o que vão falar, o que vai ficar de fora, consome até o último suspiro de cada dia. Para quem tinha consciência nos anos 90, ou antes, e era fã de alguma série de TV, era algo mais ou menos assim. Nos sentíamos ansiosos em cada nova temporada, ou quando o episódio encerrava e só iriamos saber a continuidade daquela história na semana seguinte.

Foi assim por anos, até a chegada da Netflix. O serviço streaming chegou com o pacote completo, a temporada inteira de uma só vez, prontinha para você devorar ela da forma que escolher. Semanalmente, por dia ou por hora, você escolhe a sua forma de assistir seu show favorito, mas até que ponto isso é bom?

Por mais que eu seja a “louca das maratonas”, digo que esse sistema do pacote completo possui pontos negativos. Acabamos consumindo tudo de forma rápida, ás vezes em um ou dois dias ou até mesmo em maratonas insanas. Depois o que nos resta? Esperar até um ano ou mais para a próxima temporada! É assim que a Netflix nos apresenta a grande parte do seu conteúdo, mas ela não está nessa sozinha: Hulu e a Amazon também oferecem seus serviços dessa forma. Porém, aqui no Brasil a Netflix domina esse cenário, então vamos focar nela.

Patrocinado


O serviço streaming costuma liberar a temporada completa de suas séries originais, como House Of Cards, Orange is The New Black, Stranger Things, Daredevil, Jéssica Jones, Iron Fist e Luke Cage, por exemplo. Só que a quantidade de séries originais não para de crescer. No anos passado, o CFO da Netflix, David Wells, em uma conferência realizada pelo banco Goldman Sachs nos EUA, anunciou que a empresa pretende ter em seu catálogo, pelo menos 50% de conteúdo original nos próximos anos. É muita coisa.

As séries citadas estão entre as populares da Netflix, mas o serviço oferta muito mais conteúdo inédito semanalmente e em grande parte no estilo pacote completo. Parando um pouco para pensar, fica difícil sentir toda aquela ansiedade descrita no início do texto né? Primeiro porque a temporada está inteirinha ali a sua disposição. Segundo porque perdemos também aquela conexão com a série, o espaço entre o final de uma temporada e o início da outra é enorme e fica complicado mantermos a linha de continuidade temporal. E nesse meio tempo, já iniciamos outras séries e viciamos em outros roteiros, esquecendo daqueles personagens e suas histórias.

Outro ponto negativo é que não prestamos mais tanta atenção nos detalhes da trama, pois já passou um ano que tínhamos assistido a temporada anterior. Muitas cenas e detalhes passam despercebidos pelos nossos olhos.

Quando os episódios são liberados semanalmente e nossa ansiedade é alimentada, podemos passar toda aquela semana discutindo o episódio, absorvendo cada detalhe, criando teorias e, claro, expectativas. Quem não gosta de correr para a internet após cada episódio de sua série favorita e enlouquecer junto com os outros fãs sobre as teorias para os próximos episódios? Convenhamos, conversar só com mais uma pessoa que assiste o mesmo show que você, já ajuda a elevar a ansiedade e expectativa para o episódio seguinte.

Dessa forma, a relação com a série se torna contínua. Passamos meses apegados e acompanhando o desenvolvimento daquela história e seus personagens. A pergunta que fica é: será que nesse modelo de pacote completo, a Netflix consegue entregar uma série de peso e duradoura como as que temos no modelo clássico? Séries como Game of Thrones, Grey’s Anatomy, Supernatural, lançadas em episódios semanais criam essa ansiedade e expectativa no público. É justamente isso que as torna ícones e que talvez o novo sistema não consiga reproduzir.

Claro que esse não é o único fator. Mais e mais séries são lançadas todos os anos, não só pela Netflix, o que contribui para a criação de shows cada vez mais transitórios. Está difícil mesmo acompanhar e se apegar. Mesmo assim, por mais que as maratonas tomem conta dos únicos minutos de descanso que temos, nada supera aquela ansiedade louca pelo próximo episódio.

Source link

قالب وردپرس

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *